Renato Nalini

Nasceu em 24.12.1945 em Jundiaí-SP, estudou Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade de Direito da PUC-Campinas, turma de 1970.

Ingressou por concurso público no Ministério Público de São Paulo em 13.1.1973 e foi Promotor de Justiça em Votuporanga, Itu, São Paulo e Ubatuba. Integrou a primeira equipe de Promotores para repressão da violência no Estado.

Submeteu-se a outro concurso e ingressou na Magistratura do Estado de São Paulo em 1976. Foi juiz em Barretos, Monte Azul Paulista, Itu, Jundiaí e São Paulo. Exerceu as funções de Juiz Assessor da Presidência do Tribunal de Justiça por duas gestões e a de Juiz Corregedor da Corregedoria Geral da Justiça do Estado.

Em 1990 passou a exercer funções na segunda instância, no Tribunal de Justiça e em 1993 foi promovido por merecimento a Juiz do Tribunal de Alçada Criminal do Estado de São Paulo. Foi Vice-Presidente do Tribunal de Alçada e é atualmente seu Presidente, eleito em 9.12.2002, para a gestão 2003 / 2004.

Participou do processo de criação da Escola Paulista da Magistratura e integrou seu Conselho Consultivo e de Programas por duas gestões, além de coordenar o Núcleo de Deontologia da Magistratura.

Leciona em várias Faculdades de Direito desde 1971. Tem o grau de Mestre e o de Doutor, ambos em Direito Constitucional, pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, onde integra Bancas de argüição de candidatos a Mestrado e Doutorado.

Dedica-se ao estudo e ao ensino da Ética Geral e Profissional e foi Consultor do Banco Mundial para assuntos de Reforma do Judiciário e Seleção de Juízes. Em 2002 foi nomeado Conselheiro do ILANUD pelo Ministério da Justiça. Escreveu os livros históricos “Tribunal de Justiça”, em 1990 e “Tribunal de Alçada Criminal” em 1997, além de “Recrutamento e Preparo de Magistrados”, RT-1992, “O Juiz e o Acesso à Justiça”, RT-2ª ed., 1999, “Constituição e Estado Democrático”, FTD-1998, “Ética e Justiça”, Oliveira Mendes-1998, “Ética Geral e Profissional”, RT-3ª ed., 2001, “Ética Ambiental”, Millenium- 2ª ed., 2003. Em parceria, escreveu os livros “Responsabilidade Civil e Disciplinar dos Notários” e “Manual de Processo Penal” e coordenou inúmeras obras coletivas, como “Curso de Deontologia da Magistratura”, “Uma nova ética para o juiz” e “Formação Jurídica”.

Possui registro de jornalista profissional, colabora com jornais e periódicos brasileiros e figura em inúmeras publicações jurídicas e culturais.

Foi Diretor-Adjunto da Escola Nacional da Magistratura até o ano 2.000 e é membro do Instituto Pimenta Bueno, que congrega os especialistas em Direito Constitucional da USP.

Blog: http://renatonalini.wordpress.com/ Twitter: http://twitter.com/renatonalini

Anúncios

17 comentários em “Renato Nalini”


  1. […] Por Renato Nalini Presidente Academia Paulista de Letras […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: