Terras Portuguesas

por Saulo Krichanã Rodrigues

 Se um dia eu renascer, quero nascer em terras portuguesas;

Para, daquelas terras, me arremessar ao mundo,

E o mundo, então, conquistar, atravessando mares,

Que precisam ser singrados, e assim se tornarem presas

 

Do desejo de rumar, com as velas desfraldadas,

Até que se encontre a amada: que está silente, n’essa espreita;

E, assim, sem medo, o tempo desafiar — vento e procela –,

Até a ela chegar, com música e poesia, mil vezes, decantadas.

 

Só assim, por Deus, haverei de me saber herdeiro,

D’alma lusitana, que tanto orgulho traz ao peito;

Até que eu possa chegar a este lugar perfeito;

 

Onde nasceram da mesma fonte rica e benfazeja,

Luís, Fernando, Florbela e outros tantos que, profundos,

Fizeram este imenso Portugal gerar, mil mundos.

Explore posts in the same categories: Lingua Portuguesa, Literatura, Poemas & Poesias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: