MOSTARDA

Por Raquel Naveira

Como são belos os campos de mostarda:
Hortaliças gigantes,
Flores douradas,
Sementes guardadas,
Minúsculas sementes,
Adoradas
Por pássaros e abelhas.

A terra devastada
Foi transformada,
Forrada de mostarda,
Planta pungente,
Especiaria amarga
Que nem foi semeada.

O tempo,
O vento,
O pólen,
Os pingos pretos,
As palavras,
As ações,
Os pensamentos
Sopraram sobre a terra
Onde tudo muda,
Fé gerada
Aos grãos
Como mostarda.

Explore posts in the same categories: Crônica, Poemas & Poesias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: