NÃO PARAR

Por Ives Gandra

 Apesar de estar próximo o Natal,

De trabalhar não paro um só instante,

Nunca sei se trabalho bem ou mal,

Porém sigo, ao fazê-lo, sempre avante.

 

As confissões que teço sobre a vida

Completam meu esforço nunca em vão,

O mundo para todos é corrida,

Que nos exige sempre coração.

 

Foi mais um dia louco e sem descanso,

Que cavalguei num potro não domado,

Mas mesmo assim estes meus versos lanço,

Neste diário, sendo meu recado.

 

Bem decidido estou de não parar,

Na minha agenda com a cor do mar.

Advertisements
Explore posts in the same categories: Poemas & Poesias, Religião

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: