Arte e os porquês da arte

Por Dalila Teles Veras

Retorno a Louise Bourgeois, reproduzindo aqui uma outra anotação que fiz em minha indefectível caderneta, por ocasião da grande exposição retrospectiva da artista, “O Retorno do Desejo Proibido”, em agosto deste ano, no Instituto Tomie Ohtake,em São Paulo. Anotou ela em um papel ordinário e amarrotado, isto:

I do not

know

the

why.

and

I

do

not

need

to know the why

to do my work

or do I owe the

why to anybody

anybody

Com perdão da palavra, os esquizofrênicos (quem não é?), quando artistas (poucos o são, sabe-se), via de regra, são geniais (vide Pessoa e raros).

Cientes de sua própria insanidade mental, fuçam em compartimentos secretos da psique e acabam mexendo, por tabela, na nossa também (os observadores), perturbando-nos até não mais resistir.

Confesso que fiquei perturbada com o que vi naquela ocasião e pensei comigo: não gostei. Encontrava-me numa fase de pura leveza e aquilo me atrapalhava. Afinal, de Louise, eu só conhecia mesmo o óbvio, aquela aranha enorme, há séculos plantada na sala envidraçada do MAM, em São Paulo, que, vim a saber depois, faz parte de uma série denominada pela artista de Maman (referência psicanalítica à própria mãe que era tecelã, etc).

Bem, o fato é que, mesmo “não gostando”, anotei o pensamento da artista. E lendo agora essa anotação da anotação da artista, também me pergunto (psicanaliticamente?): sei mesmo para quê escrevo? preciso mesmo saber por quê escrevo ou por quê escrevem (ou fazem arte) os outros?

Questions, questions… always, que me faço (também em forma de provocação), neste dia em que a mídia nos lembrou à exaustão do cabalístico 11-11-11.

Um dia tão cabalístico que sequer me lembro onde estava precisamente às 11 horas e 11 minutos e sequer percebi qualquer movimentação estranha na terra ou nos seres, muito menos qualquer outro dos fenômenos previstos por videntes e apocalíptos de plantão.

Restou-me a adrenalina do constante questionamento

Anúncios
Explore posts in the same categories: Artes Plastícas, Poemas & Poesias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: