Os dois principais Focos do Instituto Histórico de São Paulo

Cultura Luso-Brasileira

Fundado em 1894,  o Instituto Histórico e Geográfico é uma das principais instituições culturais Bandeirantes, cujas atividades destacam  a promoção  do patrimônio  histórico, artístico, cultural e urbano-ambientais, assim como a preservação de tradições,  valores cívicos e morais da Cidade e do Estado de São Paulo. 

            Desde os últimos anos do século XIX até hoje, a ação do Instituto é cumprida através de congressos,  cursos, seminários, conferências, exposições e outros eventos ligados ao estudo da História e da Geografia, incluindo naturalmente a Literatura. além de distinguir os pesquisadores e autores que  têm contribuído para o desenvolvimento científico e técnico do Brasil e de Portugal.

             Inúmeros intelectuais portugueses têm dado a sua contribuição ao Instituto e foram ou estão ligados às manifestações históricas e culturais da entidade (o subscritor desta nota breve,  por exemplo, é sócio honorário do  IHGSP e o seu patrono  é o escritor João de Barros, que fundou e dirigiu com João do Rio a revista Atlântida, cujo espírito foi a aproximação de Portugal e Brasil).  Quer dizer, o contato dos intelectuais portugueses com o Instituto  merece  ser cada vez mais freqüente.

            Preside  ao Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo a historiadora  Nelly Martins Ferreira Candeias, professora da Universidade de São Paulo e defensora dos valores culturais luso-brasileiras, pois, além das suas raízes portuguesas,  é casada com o professor José Alberto Neves Candeias, que nasceu em Portugal e é também professor titular do Instituto de Ciências Biomédicas da USP. Formada em Ciências Sociais, a professora Nelly Candeias fez cursos complementares nos Estados Unidos e na Inglaterra, tendo vários  estudos  publicados em revistas especializadas do Brasil  e de outros países.

            Foi a primeira mulher eleita para a presidência do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo e está agora no seu terceiro mandato (de 2009 a 2012). Tem intensificado e atualizado as manifestações da instituição cultural paulista, que dá apoio a outros centros  culturais e científicos e, entre as suas metas imediatas, assinala-se o estreitamento dos laços e a cooperação efetiva com a Comunidade Luso-Brasileira, pois considera que os 8 países de idioma português exigem um lugar de maior projeção no Mundo. Declara-se luso-brasileira, pois está ligada pelo coração e pelas raízes culturais ao Brasil e a Portugal (seu Pai foi um dos fundadores, em 1920, do Clube Português de São Paulo) e conclui o seu depoimento: “Lembrando as palavras de Fernando Pessoa (“Minha Pátria é a Língua Portuguesa”),  prestigiaremos, na prática, não somente a nossa cidade (que é a maior do nosso mundo idiomático), mas também a nossa Comunidade (somos quase 250 milhões de pessoa, nos 8  países).Chegou a nossa vez – e o Mundo tem de ouvir a nossa voz lusíada!”

Advertisements
Explore posts in the same categories: Sem categoria

Etiquetas: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

One Comment em “Os dois principais Focos do Instituto Histórico de São Paulo”


  1. Conheço bem esse Instituto e a sua Presidente e sei o trabalho em prol da cultura portuguesa que desenvolve. Parabéns e Boas Festas e Feliz ano de 2013


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: