A Europa marcou passo mais uma vez!

Política Portuguesa 

A Europa marcou passo mais uma vez!

por Nuno Mata

De acordo com os dados fornecidos pelo Ministério da Justiça, apenas 36.79% dos eleitores portugueses inscritos (este ano 9.679.250) se deslocaram às urnas para participar nas eleições Europeias recentemente realizadas.

O valor assombrou e assustou os responsáveis políticos nacionais, como se não estivessem a prever este abandono pela política quer há muito os portugueses lhe dedicam.

Membro desde 1 de Janeiro de 1986, dia em que Mário Soares dizia “sim” ao projecto europeu no emblemático Mosteiro dos Jerónimos, julgámos que tal local faria antever uma nova epopeia nacional, desta feita de costas voltadas para o Oceano e de olhos postos no Continente Europeu.

Porém, desde logo os portugueses, os que votam e os que nem por isso, perceberam que este projecto, tal como os Descobrimentos, serviria apenas alguns e poucas ou nenhumas vezes lhe seria perguntada a sua opinião… Assim foi na assinatura dos diversos tratados europeus (como o de Lisboa, ainda envolto em penumbras) ou na adesão ao Euro.

Assim sendo e num domingo soalheiro, os portugueses voltaram as costas ao Continente Europeu e, rumando à praia, tornaram-se navegadores por conta própria!

Podemos, contudo, dizer quer a situação não foi exclusivamente nacional: TODOS os 27 países apresentaram taxas de abstenção elevadas, denotando pouco ou nenhum interesse pela Europa, mormente pela sua importância, interna e externa.

No que à CPLP possa dizer respeito, Portugal é a sua porta de entrada para um dos mercados mais competitivos, para uma das culturas mais antigas e para uma zona do Mundo que ainda atrai almas e carteiras… mas, ao contrário de outros agrupamentos de países, o projecto europeu treme a cada necessidade de decisão conjunta, sobretudo em política externa.

Recordo-me que um dos argumentos nacionais para a entrada de Portugal na então Comunidade Económica Europeia era poder ser o nosso país o elo de ligação entre Europa, África, América e Ásia. Mas, volvidos 23 anos da assinatura em Lisboa da nossa adesão, pouco ou nada se tem percebido, excepção feita à excelente relação económica entre Portugal e Angola (ou digamos Lisboa-José Eduardo dos Santos e família) que faz parecer biliões como tostões.

Portugal continua a demonstrar dificuldades em políticas de imigração, de política cultural, de intercâmbio cultural, científico e universitário, entre outras valências. Para os Portugueses o Brasil continua a ser o Nordeste (ou melhor, as praias do Nordeste), o Carnaval do Rio de Janeiro e da Bahia e algumas telenovelas que ainda circulam nas nossas emissões TV… e pouco mais!

Em suma: a porta que deveríamos ter aberto continua, malogradamente, semi-cerrada, como continua semi-cerrada a vontade dos portugueses em votar… nas Europeias.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Sem categoria

Etiquetas: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

One Comment em “A Europa marcou passo mais uma vez!”

  1. afonso alves Says:

    grato Fabiola pela indicação do blog. é interessante a forma de organização e o conteúdo exemplar.
    o texto em questão é bem escrito e trouxe recordações importantes para mim.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: