Enqaunto os políticos discutem, 200 Associações prestigiam Portugal no Brasil

Cartas da Diáspora

Fonte: verblogando.files.wordpress.com

Fonte: verblogando.files.wordpress.com

 

A primeira grande emigração portuguesa foi a do Brasil, conforme testemunham  cerca de 200 entidades reunidas sob a bandeira da Federação das Associações Portuguesas Luso-Brasileiras, fundada em 14 de Agosto de 1931. E talvez sejam  mais, pois admitimos a hipótese de algumas não se terem ainda federado.

 

É um cenário único no mundo do nosso idioma espalhado pelos cinco Continentes, pois  se trata de agremiações bem estruturadas,  em boa parte, com edifícios próprios, há longa data , como é o caso do Real Gabinete Português de Leitura, cujos alicerces vêm desde 14 de Maio de 1837 ou da Real e Benemérita Sociedade Portuguesa de Beneficência (17/05/1840);   da Real e Benemérita Sociedade Portuguesa Caixa de Socorros D. Pedro V (31/05/1863); do Liceu Literário Português (10/09/1868;  do R.S. Club Ginástico Português (31/10/1868); da Associação Beneficente Luso-Brasileira (10/06/1880) e do Club de Regatas Vasco da Gama (31/08/1898).

 

Vieram as 7 associações após o pioneirismo da  Venerável Ordem Terceira de S. Francisco da Penitência, que foi criada há 390 anos, no dia  20 de Março de 1619! E apareceram, a seguir,  a  Venerável e Arquiepiscopal Ordem Nossa Senhora do Monte e do Carmo (19/07/1648) e a Venerável Irmandade do SS. Sacramento Santo António dos Pobres e Nossa Senhora dos Prazeres (15/08/1807). São 10 instituições religiosas, é certo, mas às quais os portugueses continuam ligados por devoção e patriotismo.    

 

Todas são   do Rio de Janeiro e a sua fundação  é obra da Diáspora Lusíada, ontem e hoje, iniciada desde  a Colonização, da qual os Portugueses só podem orgulhar-se, pois o espírito e a realização ficaram  para sempre ligados à Civilização Cristã. E a esta dezena de instituições verdadeiramente humanitárias devemos  acrescentar outras 31 na antiga capital brasileira, abertas para a assistência médico-hospitalar e social,  cultural ou desportiva, como é o caso extraordinário do Real Gabinete Português de Leitura, que, para lá das exposições históricas e artísticas, cursos e conferências, abre  a sua magnífica Biblioteca – com centenas de milhares de livros –  ao povo simples e aos investigadores e ensaístas, portugueses, brasileiros e de outras origens. E em várias  cidades do mesmo Estado funcionam mais 12 associações luso-brasileiras, entre as  quais destacamos as duas já centenárias – a Sociedade Portuguesa de Beneficência de Campos, fundada em 10 de Janeiro de 1852  na cidade homônima, e a Real Sociedade Portuguesa de Petrópolis, que data de 24 de Setembro de 1875.      

           

Se atendermos ao número de entidades, vem a seguir o Estado de São Paulo com 38 agremiações, a mais antiga das quais comemorará 150 anos em 2 de Outubro de 2009 – é a Real e Benemérita Associação Portuguesa de Beneficência – que dispõe  actualmente do maior hospital particular do Brasil, com perto de 2.000 leitos e uma equipe de cerca de 1.500 médicos e  50 salas de cirurgia (na realidade, atende em 6 edificios, nos dois hospitais interligados – o de São Joaquim e o de São José.

E, entre as mais antigas associações luso-paulistas, apontam-se igualmente a Real Sociedade Portuguesa de Beneficência de Campinas (20-07-1873), o Real Centro Português de Santos (03/03-11/1895)  e, ainda nesta cidade, assinala-se a Sociedade Portuguesa de Beneficência (21/08/1859). Os portugueses fundaram também na cidade de São Paulo a Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas (24/06/189) e a Sociedade Portuguesa Beneficente Vasco da Gama (20/05/1898), que construiu e mantém um hospital  (mencionamos apenas as centenárias).

 

É necessário enumerar outras prestimosas associações luso-brasileiras: no Estado de Alagoas há 2 e no de Amazonas outras 2 (incluindo a Real e Benemérita Sociedade Portuguesa de Beneficente do Amazonas, fundada em 31/10/1873). As mais antigas do  Estado da Bahia são o Gabinete Português de Leitura (02/03/1863) e a Real Sociedade Portuguesa de Beneficência 16 de Setembro (01/01/1857). No Estado do Ceará refere-se a Sociedade Beneficente Portuguesa  (02/02/1872) e no Maranhão a ociedade Humanitária 1º. de Dezembro (1/12/1862). Na cidade de Corumbá (Mato Grosso) actua a Sociedade Portuguesa de Beneficência 1º. de Dezembro (21-02/1892)  e em Minas Gerais existe a Sociedade Portuguesa (01/12/1891). No Pará, indicam-se  a Associação Vasco da Gama (20/05/1898), a Benemérita Sociedade Portuguesa Beneficente (08/10/1854), o Grêmio Literário e Recreativo Português (29/09/1867). Em Curitiba, capital do Paraná, salientam-se a Sociedade Portuguesa Beneficente 1º. Dezembro (10/11/1878)  e na capital pernambucana o Real Hospital Português de Beneficência (16/09/1850), ao passo que no Estado do Rio Grande do Sul se relevam as actividades da Sociedade Portuguesa de Beneficência (Bagé, 27/11/1870), a Sociedade Portuguesa de Beneficência (Pelotas, 16/09/1857) e a  Sociedade Portuguesa de Beneficência (Porto Alegre, 26/02/1854) e, na cidade de Rio Grande,  a Sociedade Portuguesa de Beneficência, instituída em 03/07/1859).

                                                           

Na impossibilidade de enumerar, embora resumidamente, as associações luso-brasileiras que surgiram já no século XX  – e várias delas promovem manifestações muito válidas, não podemos omitir que, a par das enunciadas, outras actuam nos Estados de Alagoas, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal (Brasília). Podemos concluir   acentuando que as Beneficências Portuguesas e outras entidades médicas, hospitalares, assistenciais  ou recreativas e culturais  prosseguem, de certo modo, a missão que foi inicialmente cumprida pelas Santas Casas de Misericórdia, fundadas pelos emigrados lusíadas no Brasil.

         

E, ainda no capítulo associativo, há que revelar os esforços colectivos   dos 15  Conselhos Luso-Brasileiros dos Estados de Amazonas,  Bahia, Ceará, Distrito Federal (Brasília), Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná (2), Pernambuco, Rio Grande do Norte,  Rio de Janeiro,  Santos e São Paulo. A  fonte desta lista foi a Federação das Associações Portuguesas e Luso-Brasileiras. (Em tempo: um dos Conselhos paranaenses é da Comunidade Portuguesa e o outro da Comunidade Luso-Brasileira no Estado do Paraná, adiantando-se  que no de São Paulo permanecem idênticas denominações, em virtude de haver a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas – de Lisboa – criado com tal  designação os Conselhos “Portugueses”, pelo que a maioria das antigas entidades adoptou o título de Comunidades Luso-Brasileiras…  protesto  silencioso dos portugueses que vivem no Brasil). E um acréscimo final a estas anotações: dos cerca de 20 Elos Clubes fundados no Brasil cremos que nenhum deles se filiou à Federação das Associações. Por conseqüência, o movimento global luso-brasileiro não andará longe  das 170 a 200 entidades.                                                                                                                                                                                                                            

Nos últimos anos, têm sido escassos os estudos sobre a Diáspora Portuguesa no Brasil e é pena que não haja estímulos para historiadores, sociólogos, ficcionistas e poetas ou jornalistas  que possam continuar (a seu modo) as obras de  João Lúcio de Azevedo,  Jaime Cortesão, Fidelino de Figueiredo, Ferreira de Castro, Miguel Torga e de outros autores que tanto prestigiaram a Cultura Portuguesa no Brasil. Por isso, julgamos oportuna a citação do notável estudo de  Maria Beatriz Rocha-Trindade (da Universidade Aberta de Lisboa), Portugal-Brasil (Migrações e Migrantes – 1850-1930 (Edições Inapa, Lisboa, 2000).

 

Que ninguém pergunte se a obra valeu a pena!

Anúncios
Explore posts in the same categories: Sem categoria

3 comentários em “Enqaunto os políticos discutem, 200 Associações prestigiam Portugal no Brasil”

  1. Edna Santana Says:

    Queria saber mais sobre a Real e Benemérita Sociedade Portuguesa de Beneficência (17/05/1840), situada na Rua: Santo Amaro, no Bairro da Glória no Rio de Janeiro, desde já agradeço.


  2. […] Enqaunto os políticos discutem, 200 Associações prestigiam Portugal no Brasil Março, 2009 1 comentário Explore posts in the same categories: Aos leitores, João Alves das Neves, Língua Portuguesa […]

  3. Jamaal Says:

    Nice post. I was checking constantly this blog and
    I am impressed! Very

    useful info specifically the last part 🙂 I care for such

    information much. I was looking for this particular information
    for a long time. Thank you and best of luck.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: